​E quem sabe, por acaso, nossos caminhos não se cruzem novamente…

E quem sabe, por acaso, nossos caminhos não se cruzem novamente. Ao andar pelas ruas, ouço seus passos, sinto teu cheiro, lembro-me de como tua presença é boa e como seu sorriso me acalenta. Tuas lembranças tatuei em minhas memórias, pois esquecer você é um grandioso ato de idiotice. Que o universo do teu olhar …

Continue reading ​E quem sabe, por acaso, nossos caminhos não se cruzem novamente…